Seguidores

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

UOL visita sítio onde Lula nasceu em Caetés e registra seca e êxodo rural

Sítio Várzea comprida, replica da casa onde Lula nasceu

Em 1952, quando dona Lindu reuniu os filhos com destino a São Paulo e deixou o sítio Várzea Comprida, em Caetés (antigo distrito de Garanhuns), a 259 km do Recife, a seca castigava e expulsava os moradores sem perspectiva. Passados 64 anos, o sítio onde nasceu o ex-presidente Lula sofre com a que é avaliada por agricultores como uma das piores secas da história.

A estiagem começou ainda no ano de 2011 e chegou ao auge neste ano, quando a falta de chuva resultou na seca completa dos reservatórios do local. Sem água, a terra seca e branca da região mais lembra um deserto, onde apenas vegetações pálidas sobrevivem, ao lado dos poucos jumentos que resistem à estiagem.

Nos últimos anos, muitos deixaram a agricultura por conta da terra improdutiva. A pecuária se tornou atividade sem futuro pela falta de água e alimento para os animais. A solução, então, foi tentar a vida em outros locais.

Um comentário:

  1. Um CASEBRE que abrigou o Lula e sua família. Lula tu és um heroi que tiveste a coragem de iniciar as TRANSPOSIÇÕES DO RIO SÃO FRANCISCO.

    Nota 1000 e zero para os que deram um Golpe Paraguaio no PT e DILMA e no Brasil!

    ResponderExcluir

Comente aqui!
Lembre-se: comentários com acusações, agressões, xingamentos, e que citem nomes de familiares de quem quer que seja, não serão publicados.

Opine com responsabilidade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...